LONDONER, DAY 2

louisegoldin

Na segunda vez em que vim para a London Fashion Week, em fevereiro do ano passado, fiquei encantada com o trabalho de Louise Goldin (o post taqui). Hoje lembrei um pouco o porque de eu gostar tanto das peças dela. Especialista em tricô (aprendeu muito do que sabe no Brasil, com Tereza Santos), ela é capaz de fazer tudo o que a gente não imagina com linha e agulha. Para o inverno 2010, mistura rococó com punk, romance com dark em uma coleção que passeia por referências de Versace nos 80 e 90. Sexy, forte, nada óbvia. 

Teve também Matthew Williamson (primeira fila estrelada, coleção mais do mesmo), Julien McDonald (mais estrelada ainda, mais mais do mesmo ainda) e Vivienne Westwood Red (um mix de clássicos do guarda roupa inglês com protesto contra o desmatamento da Amazônia. A som de… funk carioca!)

Vou contando assim, de pilulinha… quase twitter. Mas é que a correria tá mega…

Mais? www.twitter.com/maria_prata

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

LONDON FASHION WEEK: HERE I AM

Nem acredito que cheguei finalmente a Londres! A viagem foi longa, já que vim de Buenos Aires, onde estava para um workshop de tendências para alguns canais da Turner (a mãe da FTV Brasil). Cheguei às 17h, fui a apenas um desfile, mas já deu para perceber que vou penar um pouco até aprender todas as manhas de uma cobertura para TV – é bem, bem, bem diferente do que cobrir para revistas. E também super diferente do que fazer a cobertura para TV das temporadas nacionais (essa eu já estou mais escolada!).

pamhogg

O desfile que fui foi da Pam Hogg (olha ela aqui no google images. figura), uma punk-rocker-clubber londrina que foi ícone nos anos 70 e 80 e que voltou às passarelas na última estação, depois de 10 anos fora da Fashion Week daqui. A apresentação é dentro do On/Off, um dos muitos eventos paralelos à semana oficial, que abrem espaço e dão oportunidade para muitos novos designers (ou velhos, mas pequenos, como Pam). O mais legal dessa cena é ver o entorno, as pessoas, a porta de entrada dos desfiles. Na primeira fila de Pam, tinha Boy George, Siouxsie Sioux, Stephen Jones e Bobby Gillespie, só para citar alguns. Na passarela, Alice Dellal e umas tantas new faces (nossa Luana Teifke estava lá!). 

A coleção? Ah… engraçada, um mix futurista / sado-masô / romântico que a colocou nas páginas da ID recentemente. Pam é conhecida pelos macacões metálicos colados ao corpo. Mas confesso que foi muito mais divertido ficar de olho na platéia. 

I LOVE LONDON. GOOD TO BE BACK!

Ah, estou twittando daqui: www.twitter.com/maria_prata

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

Rachel Zoe, na FTV Brasil!

zoe

People, estreia neste sábado, às 22h,  na FTV, o reality Rachel Zoe´s Project, da stylist das estrelas. Aqui no site do programa tem videos e fotos dela com um bocado de famosos que aparecem por lá (de Marc Jacobs a Liv Tyler).

Para quem perder: reprisa domingo, às 19h30, e quarta, 0h00.

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

EU NO TWITTER: MARIA_PRATA

Gente, estou desativando o twitter do Prataporter, que por muito tempo foi cuidado com carinho pelo Lucasof. A partir de agora, vocês podem saber what I’m doing now no www.twitter.com/maria_prata (o mariaprata já tinha sido pego… cheguei tarde. Humpf!)

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

FASHIONAIR.COM: BYE BYE NET-À-PORTER


Acabo de descobrir um novo brinquedinho quase insuportável de tão bom: o site Fashionair.com. Vou explicar rapidamente, para dar tempo de você espiar e descobrir mais pessoalmente. Basicamente, é um Net-à-porter com a grande maioria do conteúdo editorial em video. Pode ser uma TV de moda com produtos à venda, ou site de e-commerce disfarçado de televisão… pouco importa. O fato é que tem videos lindos, com qualidade absurda (de imagem, também, mas principalmente editorial), e você pode clicar numa barra lateral e comprar em quase tudo o que aparece neles. O engraçado é que o dono do site é aquele tal de Simon Fuller, que inventou as Spice Girls e o programa Idols (pop até…). Ele se juntou a uma ex-net-a-porter e pronto, montaram o Fashionair. Sucesso total. Vai lá ver.

 

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

QUER ASSISTIR À FTV? VAI NO IGUATEMI!

 

Ótima oportunidade para quem não tem FTV em casa e adoraria conhecer nossa programação: até 30 de agosto, no Espaço Fashion do Shopping Iguatemi, está rolando a Instalação FTV Brasil. Por lá, 13 totens com telas próprias e fones de ouvido mostram episódios de cada um de nossos programas. Além disso, cinco convidados ilustres desenvolveram peças especiais para expor por lá. Reinaldo Lourenço (que dividiu o espaço com a Gloria) fez esse corset, que a gente ganhou de presente:

Os outros três nomes são João Armentano, representando a arquitetura; DJ Zé Pedro, para a música; e Alex Atala, na gastronomia. Tudo isso para dizer que a FTV Brasil é muito mais que moda. O espaço foi criado pelo Pazetto. Uma palhinha:

 

E nosso logo, lá no teto:

Os coquetéis são só para convidados, mas a expo fica aberta o dia todo. Vai lá!

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

MAIOR ORGULHO

Muita gente tem elogiado um monte os especiais do SPFW e do Fashion Rio na FTV Brasil. Fico muito, muito feliz que tenham gostado. Aquilo nos deu um trabalho do cão (no melhor dos sentidos!) e é uma alegria enorme receber comentários e perceber que tudo o que planejamos de fato funcionou.

Escrevo para fazer uma homenagem ao meu primo querido, amigo de fé, irmão camarada e… diretor daquela operação toda, Hugo Prata. É ele quem assina a direção e produção da nossa cobertura, pela sua Zulu Filmes (é da Zulu também a direção do Especial Marc Jacobs e da nova temporada de Um Dia Com, outro já sucesso da FTV Brasil – onde D2 falou a frase do mês: “Maconha é puro marketing, gosto mesmo é de uma cervejinha”. Já viu?)

E porque a homenagem? Porque ele ganhou agora o Prêmio Multishow pela direção do clipe Ainda Gosto Dela, do Skank, que eu vi nascer e crescer, lá nas ilhas da Zulu. O clipe é lindo, lindo, dá uma olhada:

E olha ele aqui, recebendo a estatueta e os mil elogios do Samuel Rosa:

É ou não é para ter o maior orgulho? Cabecinha genial, mesmo, como disse o Samuel. Assino embaixo.

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

INGLÊS NA MODA

Já iniciei o assunto deste post no texto abaixo, mas acho que vale um reforço: dia 31 de agosto, próxima segunda-feira, começa na Escola São Paulo o curso Traduzindo a Moda, com Diana Aflalo. Já falei da Diana aqui, quando ela lançou o livro Dicionário de Termos de Moda – Inglês/Português, pela Publifolha. A Diana foi minha professora de inglês durante toda minha adolescência. Curiosa, didática, incansável, é daquelas pessoas que fazem a gente aprender sem nem perceber. Quando eu via: pronto, já tava sabendo.

Há alguns anos, a Diana começou a dar aulas para a consultora (e semi-prima) Petê Marchetti e, sabendo do interesse dela por moda, usava Vogues, Elles e afins para ensiná-la. Bingo. Percebeu o quanto tinha gente na moda precisando desse vocabulário e escreveu o livro, que é sempre referência pra mim e pra todo um mundo do meio.

Depois de muito pesquisar, hoje em dia Diana sabe MUITO mais que inglês. Ela acompanha tudo, lê tudo e é uma expert em moda. Ou seja, o curso que ela vai dar na ESP vale muito, muito a pena. Vai lá!

Traduzindo a Moda com Diana Aflalo – de 31 de agosto a 21 de outubro

O curso tem como objetivo aprimorar o uso dos termos em inglês no campo da moda, promovendo a interação dos participantes para exercitar a criatividade em relação às pesquisas de moda em inglês.

O curso será ilustrado por imagens de desfiles internacionais.

Diana Aflalo é autora do “Dicionário de Termos de Moda – inglês/português”

(Publifolha, 2007).

 

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

MEU CURSO DE CRÍTICA NA ESCOLA SÃO PAULO

 

 Escola São Paulo

Estão abertas as inscrições para o curso

 

Crítica de Moda

com Maria Prata

 

 

 

Data: 22 de agosto – sábado

Horário: 10h às 13h e 14h às 17h

6 horas

Preço R$ 400,00 em até 2 parcelas

Local: Escola São Paulo

Rua Augusta, 2239

Informações e Reservas: (11) 3081.0364

Vagas Limitadas

www.escolasaopaulo.org

 

O curso propõe uma reflexão

 sobre a crítica de moda

 em diversos veículos nacionais e internacionais.

Serão discutidos os pontos fundamentais para criticar um desfile.

Os alunos entenderão como fazer uma

crítica apresentando seu ponto de vista.

 

Aproveito o link para falar de outro curso

 IMPERDÍVEL por lá:

Traduzindo a Moda com Diana Aflalo - início: 31 de agosto

O curso tem como objetivo aprimorar o uso dos termos em inglês no campo da moda, promovendo a interação dos participantes para exercitar a criatividade em relação às pesquisas de moda em inglês.

O curso será ilustrado por imagens de desfiles internacionais.

Diana Aflalo é autora do “Dicionário de Termos de Moda – inglês/português” (Publifolha, 2007).

Informação detalhada no link:

http://www.escolasaopaulo.org/atividades/traduzindo-a-moda/traduzindo-a-moda

 

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A FTV BRASIL

Já que estou totalmente monotemática e as pessoas têm me perguntado as mesmas coisas quase que diariamente sobre a Fashion TV Brasil, vai aqui um post explicativo. Se sua pergunta não estiver respondida aqui, deixe um comentário, vou incluindo mais!

 

1. Onde eu assisto à FTV?

No canal 95 da NET e 31 da SKY, além de pequenas operadoras espalhadas pelo Brasil.

 

2. Eu tenho NET, mas não tenho FTV. Por que?

A FTV está apenas no plano TOTAL da NET. Mas se você tem o plano total há mais de dois anos, antes de o canal entrar no ar, ele não vai abrir automaticamente. Tem que ligar lá, falar com a Sra. Telemarketing, e pedir para abrirem. Para quem não tem (e nem quer ter) o total, mas quer FTV, dá também para ligar e negociar alguma coisa, que foi o que eu fiz. Vai, vai!

 

3. A FTV Brasil tem conexões com as FTVs do mundo?

 Funciona assim: Até dois anos atrás, a FTV de toda a América Latina (menos Braisl) era produzida pela Claxon, uma espécie de Globosat latino americana. Nessa época, a FTV e mais um grupo de uns 10 canais da Claxon foram comprado pela Turner (gigante da comunicação – dona da CNN, Cartoon, TNT e mais um monte de canais -, parte do grupo Time Warner – HBO, revistas Time, Warner…). Assim que comprou a operação, a Turner, que não é boba nem nada, percebeu o potencial de um canal de moda para o mercado brasileiro. Mais que isso: entendeu que um canal de moda deve ir muito além das passarelas e falar de música, gastronomia, artes, turismo… Vou falar disso mais embaixo.

A marca FTV é originalmente francesa, mas é licenciada no mundo todo. Ou seja, a Turner tem a licença da AM. Latina toda, outra empresa tem uma licença no Canadá (Tim Blanks, do Style.com, veio de lá), outra na Rússia, na China, sei lá mais onde… Então, nós aqui no Brasil somos irmãos da FTV Latin America, mas primos distantes do resto do mundo.

 

4. A Fashion TV é um canal só de moda?
Não. Absolutamente, não. Até porque, moda nunca é só moda, né? Para nosso “mundinho” existir, é preciso sempre estarmos conectados com o mundão. A moda, portanto, é o fio condutor na FTV. Mas está no topo da nossa pirâmide, como conteúdo Premium. Embaixo dela tem uma base giga que fala de Música (Moda e Música, apresentado por Gastão Moreira), Gastronomia (À Moda do Chef, com Alessandro Segatto), Artes, Comportamento, Turismo e mais um monte de assuntos relacionados, espalhados pela grade.

 

5. A FTV é só para mulheres?

Também não. Falamos com meninas E meninos. Prestenção, vem muita coisa por aí.

 

6. A FTV tem site?

Ainda não! Os sites que entram no Google quando você digita Fashion TV são da França e da América Latina. Mas, calma: logo, logo, vem coisa boa aqui também!

 

7. Por que há tanta repetição no canal?

Porque, como costuma exemplificar meu chefe, Daniel Conti, “estamos embarcando num avião em pleno vôo”, ou seja, construindo um canal com ele no ar. As repetições acontecem pois ainda não temos programas suficientes pra preencher completamente a grade. Aos poucos, conforme as novidades forem chegando, ela vai sendo preenchida – e as repetições vão diminuindo!

 

8. Quais são os principais programas?

FTV MAG, com Carla Lamarca

Uma agenda cultural com o que está acontecendo de mais legal no Brasil e no mundo – shows, exposições, novos clubes, restaurantes, etc.

 

GLAM, com Bárbara Thomaz

Uma revista eletrônica que traça um painel sobre moda, arte, cultura, estilo de vida e comportamento.

 

TODA BELEZA, com Juliana Almeida

Além de conselhos dos melhores beauty artists do mercado e dicas sobre lançamentos de novos produtos cosméticos, o programa também traz matérias sobre alimentação, exercícios físicos e cuidados com o corpo.

  

FTV NEWS, com Carla Fiorito

Notícias semanais sobre tudo que acontece na indústria do entretenimento no Brasil e no mundo.

 

I WANT IT, com Paola de Orleans

Atração mensal, o programa I WANT IT tem o luxo como palavra de ordem.

 

À MODA DO CHEF, com o chef Alessandro Segatto

No formato de um talk show, Alessandro Segatto prepara um prato enquanto conversa com convidados famosos.

 

FASHION SPLASH, com Marina Dias

Navegando do underground ao mainstream, conta  como tendências como a cultura black, o mod psicodélico, a discoteque e o militarismo influenciaram a moda

 

MODA E MÚSICA, com Gastão Moreira

Série que mostra como a música influenciou a moda. Do punk ao hip hop, passando pela disco, pelo brit pop, pelo grunge, pelo gótico, pelo reggae e até pelo sertanejo e pelo funk carioca.

 

ESTILO BRASIL, com Ellen Jabour

Que paisagens, cores, etnias, ritmos e temperaturas traduzem a imagem do Brasil na moda? Em cada programa, o ESTILO BRASIL mostra um elemento da originalidade da moda brasileira, além de retratar a variedade de estilos, tendências, influências e conceitos encontrados de Norte a Sul, resultado da diversidade cultural e extensão geográfica do País.

 

NOMES DA MODA

Um projeto documental que traz para a televisão o universo pessoal dos principais estilistas brasileiros. Uma série sobre como pensam, inspiram-se, criam e produzem os mais importantes estilistas do Brasil.

 

CRIADORES DE MITOS

Como se cria uma top model? Quem desenvolve um novo perfume? Como funciona a redação da revista de moda mais famosa do mundo? Mergulhando nos bastidores da moda, o programa vai mostrar quem são e como trabalham os profissionais deste universo.

 

UM DIA COM

A câmera da Fashion TV acompanha celebridade do mundo das artes, música e entretenimento durante um dia inteiro. Um olhar original para conhecer o trabalho, o estilo de vida e as preferências de grandes nomes.

 

Acho que é isso… Mas, se tiver outra dúvida, pergunte!!

 

 

 

Compartilhar:
  • Twitter
  • Facebook
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • del.icio.us
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • Technorati
  • Print